February 4, 2019

Please reload

Posts Recentes

Relevância, a moeda das mídias sociais

April 16, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Marketing Digital: de onde veio, onde chegou e para onde está indo?

January 9, 2018

O título até lembra chamada do Globo Repórter, mas, há quase três décadas estamos experimentando a constante evolução da maior revolução da era moderna. 

 

Para iniciar esse post, primeiramente precisamos entender o que é, afinal, marketing digital?

 

O "marketing digital" não é uma ciência própria, ele não existe sem o "marketing", e é, portanto, uma adequação e, mais importante, uma reformulação de técnicas e ferramentas já existentes no offline, para os novos meios e canais que surgem na internet. Assim, podemos defini-lo como sendo todas as atividades de uma empresa ou pessoa no ambiente online com o objetivo expandir negócios, gerar relacionamentos e desenvolver uma identidade capaz de posicionar-se na mente de seu público alvo.

 

Já sabemos o que é, vamos agora descobrir como surgiu.

 

A partir dos anos 90, o mundo conheceu a primeira versão da internet, a Web 1.0. O advento era, apesar de inovador, apenas o embrião do que hoje conhecemos como internet. Sistemas de buscas mais simples, baixa interatividade e unilateralidade na forma de consumir o conteúdo, onde os poucos usuários apenas tinham acesso a materiais existentes na rede, como uma biblioteca... 

 

Seguindo as possibilidades da nova ferramenta, o termo marketing digital é disseminado, muito mais parecido com o marketing tradicional, empresas enviavam mensagens por meio de web sites e consumidores recebiam a informação passivamente. 

 

 

Grandes evoluções aconteceram continuamente. Foram implementados, em 1993, os primeiros anúncios clicáveis, e então nos anos 2000 chega a era da Web Participativa ou  Web 2.0, termo introduzido pelo especialista Tim O’Reilly. É ela que experimentamos agora, com usuários produzindo seu próprio conteúdo e comunicando-se com empresas e com outras pessoas de forma crescente e em real time. As fronteiras se dissolveram e o tempo para ter acesso a conteúdos tornou-se cada vez mais obsoleto, pois, chegamos na era do imediato, onde conectividade e mobilidade tornam-se mais acessíveis.

 

 

No contexto da Web 2.0, as ferramentas de marketing se desenvolvem e oferecem novas oportunidades para as empresas estarem cada vez mais perto dos seus consumidores. Nessa nova realidade, a comunicação mercadológica deixa de ser o diferencial das grandes empresas e passa a ser vantagem competitiva das médias e pequenas empresas que, sem budget para anunciar nas mídias tradicionais, mais caras e brucráticas, apostam na "nova" forma de comunicar: mais barata, mais ágil e mais acessível.

 

Por meio de  sites, mídias sociais, blogs, native ads, SEO e tantos outros canais e formas de otimizar a comunicação que surgem cada vez mais rápido e se tornam dia após dia, mais criativas as todas as empresas passam a ter acesso a ferramentas competitivas de atrair negócios. 

 

E por que investe-se cada vez mais em criar e implementar inovações na internet?

 

O Brasil já alcançou o posto de 4º país mais conectado do mundo e, segundo dados do IBGE,  desde 2016 essa conectividade já alcançou mais de 50% dos lares, esse número representa 95 milhões de brasileiros com mais de 10 anos de idade online. Para o PNAD os dados são ainda mais otimistas e já representam, desde 2015, 102 milhões de pessoas, um aumento de 7,1% ou 10 milhões de internautas em relação ao ano anterior.

 

O smartphone já é a forma preferida de navegar na internet, o que indica que o período para estar em contato com os consumidores não pode mais ser computado pelo horário nobre da televisão, todo momento é uma oportunidade.

 

O que você faz no intervalo da novela ou do jornal? Quando está no aeroporto ou mesmo no metrô ou no ônibus? Enquanto espera um amigo chegar? Como você conhece novos produtos? Onde você procura um lançamento que ainda não chegou as lojas? Quando precisa de uma indicação de um filme, de um bar ou de um restaurante, onde você procura?

 

A cada momento e em todos os momentos, a internet invadiu nossas vidas e se tornou a válvula de escape do nosso cotidiano, a especialista em todas as coisas que buscamos entender, pois nela, tudo pode ser procurado, perguntado e mais importante, encontrado. E, se a sua empresa não está na internet de forma relevante, ela não existe para a sociedade hiperconectada.

 

O desenvolvimento não vai parar, então, para onde vamos?

 

Hoje, já está sendo discutida a Web 3.0, termo disseminado pelo jornalista John Markoff, do New York Times. Mas o que vem por aí para criar a nova era da internet?

 

Ela na verdade já existe, de forma restrita e experimental onde as informações serão compreendidas não apenas por humanos mas também pelas máquinas. Nessa nova fase, máquinas terão uma interface que permitirá, pelo menos na teoria, que elas tragam respostas e soluções concretas à questões personalizadas.

 

A mudança já surge no horizonte. Cada vez mais conectados, por meio de smartphones, tablets, smart TV’s, carros, videogames, relógios e até óculos, estamos há um passo da conectividade absoluta, 24h por dia, 7 dias por semana. Sistemas como a Siri, presente nos sistemas iOS, que interage e ajuda o usuário abrindo pastas, localizando contatos, endereços e páginas na internet, já nos mostra o que será o DNA dessa nova era que busca inovações da inteligência artificial e da internet das coisas. Já consegue imaginar as oportunidades?

 

Esse é um tema que merece outro post.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black